DAS PROFUNDEZAS ESPERAMOS EM DEUS

Ev. Rodrigo Gonçalez

 

“A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã. Mais do que os guardas pelo romper da manhã, espere Israel no Senhor, pois no Senhor há misericórdia; nele, copiosa redenção. É ele quem redime a Israel de todas as suas iniquidades” (Salmos 130.6-8).

O Salmo 130 é uma oração de confiança ao Deus da Aliança em meio a grande desespero. “Das profundezas claro a ti, Senhor”, é o primeiro versículo, que expressa uma situação de grande calamidade, angústia ou aflição de um coração suplicante. Todos nós enfrentamos situações em que nos sentimos desamparados. Não é pecado sentir e nem expressar esse tipo de sentimento em oração.

Uma oração puritana, chamada “Descansando em Deus”, diz: “Senhor, ajuda-me, porque sou frequentemente morno e frio; a incredulidade arruína minha confiança, o pecado me faz esquecer-te”. De fato, nossa rotina, nossa negligência quanto à leitura e ao estudo da Palavra de Deus e às orações fervorosas são um grave perigo que nos fazem cair no lamaçal da desesperança. Somos fracos e falhos; pequenos e frágeis.

Mas, o Deus a quem suplicamos é exatamente o oposto de nós. Ele é grande em misericórdia, compassivo e bondoso. O Deus da Aliança é o Todo-Poderoso; rico em perdão e em abundante graça (Sl 130.4). Nele, podemos confiar. Em meio à angústia, podemos nele esperar (Sl 130.5). E, como esperamos? Orando, clamando, suplicando, esperando, lendo e meditando em sua Palavra.

Bom é que nós, o seu povo, o povo à Ele aliançado, povo de propriedade exclusiva, esperemos nele com grande confiança! Ele virá em nosso socorro, com absoluta certeza. Mas, no tempo dele; da forma dele; de acordo com os parâmetros dele, que Ele mesmo estabeleceu desde os tempos eternos. Essa é a confiança do salmista. Essa dever ser a nossa confiança.

Por isso, a oração puritana citada acima termina assim:

“Faz que as ervas daninhas que nascem em minha alma sejam cortadas pela raiz,
Faz-me saber que só vivo verdadeiramente quando vivo para ti,
de outro modo tudo é insignificante.
Somente tua presença pode fazer-me santo, devoto, forte e feliz.
Permanece em mim, Deus gracioso”.

Que essa seja a nossa oração, também. Amém.

Recommended Posts